Tamanho do texto

A EADS afirmou que não considera que a fusão será cancelada e a BAE preferiu não se pronunciar

Reuters

Exigências da França levaram uma planejada fusão entre os grupos aeroespaciais europeus EADS e BAE Systems à beira do colapso, publicou nesta sexta-feira a Spielgel Online, da Alemanha.

Citando fontes governamentais, a revista online publicou que a Inglaterra quer evitar a todo o custo que qualquer país tenha mais de 10% da companhia combinada, uma exigência à qual a França tem se oposto com seus planos de deter mais que isso e de ter opção para comprar mais ações no futuro.

O governo alemão não quis comentar o assunto.

Já a EADS negou a notícia, afirmando que não considera que a fusão será cancelada. A BAE preferiu não se pronunciar.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.