Tamanho do texto

A Luxottica, maior fabricante mundial de óculos de sol de marca, gastará mais de 200 milhões de euros em três anos para aumentar a produção

Reuters

A Luxottica, maior fabricante mundial de óculos de sol de marca, gastará mais de 200 milhões de euros (US$257,3 milhões) em três anos para aumentar a produção no Brasil, Itália, China, Estados Unidos e Índia.

A companhia, que fabrica o Ray-Ban e óculos para marcas como Prada e Gucci, quer também diminuir o tempo de entrega dos produtos.

O investimento vai reduzir em 30% o tempo entre encomenda e entrega e em 20% o giro de estoque em dias, disse o grupo em reunião com investidores nesta segunda-feira.

Entre 2009 e 2012, a Luxottica diminuiu em 44% o tempo para levar novos produtos ao mercado e em 43% o prazo para modelos de óculos já existentes chegarem às lojas. Melhorias na logística reduziram os custos em 12%.

O presidente-executivo da companhia, Andrea Guerra, disse que a demanda no terceiro trimestre esteve em linha com os resultados do primeiro semestre e se mostrou otimista quanto a 2012 apesar do desaquecimento da economia global.

Na primeira metade do ano, as vendas líquidas da Luxottica subiram 15,1%, para 3,7 bilhões de euros (US$4,8 bilhões), embora as vendas na Itália e Espanha tenham caído 4% no segundo trimestre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.