Tamanho do texto

Em relação a agosto de 2011, a inadimplência das empresas no mês passado subiu 8,3%, o menor crescimento nesse critério de comparação desde fevereiro de 2011

Reuters

A inadimplência das empresas em agosto teve alta mensal de 1,7%, abaixo do crescimento verificado em julho, informou a empresa de análise de crédito Serasa Experian nesta quarta-feira, citando fatores conjunturais mais favoráveis.

Em julho, o índice havia crescido 1,8% na comparação com junho. Em relação a agosto de 2011, a inadimplência das empresas no mês passado subiu 8,3%, o menor crescimento nesse critério de comparação desde fevereiro de 2011, segundo a empresa.

"São exemplos desses fatores a redução dos juros e a recuperação gradual das vendas, esta em decorrência das medidas oficiais de estímulo ao consumo e do recuo na inadimplência do consumidor", afirmou a Serasa em comunicado.

Na comparação com julho, as dívidas não bancárias - fornecedores, cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços - subiram 3,9%, acima das dívidas com bancos (1%) e cheques sem fundo (1,9%). Os protestos de títulos caíram 1%.