Tamanho do texto

Operação estaria avaliada em cerca de US$2 bilhões; bilionário criou a AUX em 2010 como parte da holding EBX

Reuters

A Qatar Holding, braço de investimento do fundo soberano do Catar, está em negociações avançadas para comprar, por cerca de US$2 bilhões, 49% da AUX, empresa de ouro de Eike Batista, disseram três fontes do setor bancário.

O bilionário anunciou em junho que planejava vender a participação em setembro e na ocasião avaliou o negócio em US$2 bilhões. Eike criou a AUX em 2010 como parte da holding EBX.

As negociações entre as duas partes estão em um estágio avançado e um acordo pode sair ainda neste mês, disse uma das fontes.

O banco Credit Suisse está assessorando a Qatar Holding na operação, enquanto o Itaú Unibanco está dando consultoria à parte vendedora, segundo as fontes.

Representantes da EBX no Brasil não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto. A Qatar Holding não respondeu a contato por email da Reuters.

A Qatar Holding é uma unidade da Autoridade de Investimento do Catar (QIA, na sigla em inglês), fundo soberano que tem cerca de US$100 bilhões em ativos e detém participações em uma série de empresas, incluindo a rede de departamentos britânica Harrods e a montadora alemã de carros de luxo Porsche.

O fundo também tem 12% da Xstrata, o que o colocou no centro de uma disputa com a Glencore sobre a aquisição da mineradora britânica.

"O Catar gosta de commodities, especialmente ouro, e considera o metal um atraente investimento de longo prazo. Eles estão buscando por ativos nessa área no mundo todo e a AUX se encaixa perfeitamente nesse critério", disse a fonte.

Em março, o fundo de investimento do Estado de Abu Dhabi, Mubadala, comprou uma participação de US$2 bilhões na EBX .