Tamanho do texto

Fabricante brasileira de aviões quer evitar que a companhia aérea recorra à garantia financeira que a Embraer concedeu para o financiamento de frota

Reuters

A Embraer negociará a reestruturação financeira da Chautauqua Airlines, controlada pela norte-americana Republic Aiways, para evitar que a operadora aérea recorra à garantia financeira que a fabricante concedeu para o financiamento de uma frota.

"Uma solução mutuamente aceitável reduzirá os custos financeiros da cliente e permitiria à Embraer distribuir os potenciais impactos de caixa ao longo de vários anos", afirmou a companhia de São José dos Campos em comunicado ao mercado divulgado no fim da noite de quinta-feira e após o conselho de administração ter autorizado as negociações.

A Chautauqua Airlines opera uma frota da família ERJ 145 que foram financiadas por meio de financiamentos diretos e arrendamentos operacionais. A Embraer afirma que forneceu garantias "com relação a determinadas aeronaves", mas não informa no comunicado os montantes garantidos.

"Apesar deste evento não recorrente, a Embraer, neste momento, não acredita que a potencial reestruturação comprometeria sua capacidade de alcançar as projeções de Ebit (lucro antes de juros e impostos) e o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização)", afirmou.

A fabricante prevê que a margem operacional encerrará o ano entre 9% e 9,5% e que a margem Ebtida em 2012 será de 12,5% a 13,5%.