Tamanho do texto

Segundo o Minerva, a Frigomerc tem capacidade de abate de 1.000 a 1.100 cabeças diárias, está entre os cinco maiores exportadores de carne bovina do Paraguai e um faturamento estimado em cerca de US$ 150 milhões para 2013

Agência Estado

O Grupo Minerva informa que fechou nesta segunda-feira contrato preliminar estipulando as linhas gerais para a aquisição da totalidade das ações representativas do capital social da Frigomerc, uma sociedade anônima com sede no Paraguai e detentora de uma unidade de processamento e abate de bovinos em Assunção.

A transação terá valor total aproximado de US$ 35 milhões, incluindo os investimentos a serem realizados na unidade.

Parte do pagamento total poderá ser realizada por meio da transferência de ações do Minerva mantidas em tesouraria pela companhia.

Segundo o Minerva, o Frigomerc possui capacidade de abate de 1.000 a 1.100 cabeças diárias, está entre os cinco maiores exportadores de carne bovina do Paraguai, e projeta-se um faturamento de cerca de US$ 150 milhões em 2013, sendo aproximadamente 70% das receitas advindas da exportação.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) pró-forma mínimo estimado é de aproximadamente US$ 13 milhões, com ganhos adicionais decorrentes da sinergia com a unidade Friasa (empresa controlada pela Minerva).

"Destacamos que a planta do Frigomerc, em Assunção, é fisicamente vizinha à planta do Friasa, fato que nos proporcionará maximizar a obtenção de sinergias, especialmente em economia de custos, planejamento da produção, originação de gado, gestão administrativa e comercial. Esperamos que a soma das duas operações nos garantirá posição de destaque e consolidará o Minerva entre os líderes de mercado naquele país", informa a Minerva em comunicado.

A aquisição está ainda sujeita a diversas condições e autorizações prévias, comuns a este tipo de operação, incluindo a realização de uma due diligence e a celebração dos contratos definitivos. A quantidade exata de ações a serem entregues será determinada até a assinatura do referido contrato definitivo.

"Informamos que o Paraguai vem se consolidando como uma das principais plataformas de produção de carne bovina da América do Sul, com um rebanho de grande qualidade e baixo custo devido a uma estrutura de produção moderna e competitiva. A harmonia entre uma indústria em desenvolvimento, eficiente e produtiva, inserida em um ambiente de custos competitivos, junto a um setor pecuário que cresce e se desenvolve, consolida gradativamente o Paraguai como protagonista importante no cenário mundial da carne bovina", afirma a empresa no comunicado.