Tamanho do texto

Grupo alemão anunciou a intenção de vender a participação de 73% na CSA e sua usina de aço americana Mobile

O grupo alemão ThyssenKrupp anunciou nesta quarta-feira que os bancos de investimento Goldman Sachs e Morgan Stanley vão executar o processo global de venda dos dois ativos siderúrgicos da companhia no Brasil e nos Estados Unidos - a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), no Rio de Janeiro, e a laminadora Mobile, no Alabama.

Segundo comunicado do grupo, escolhidos os bancos, as opções estratégicas para as vendas estão sendo analisadas de "forma aberta e levando-se em consideração a otimização técnica e comercial das unidades".

O grupo anunciou a intenção de vender a participação de 73% na CSA e sua usina de aço americana Mobile em maio.

Os empreendimentos impactaram negativamente os resultados da ThyssenKrupp, que reportou prejuízo de 1,06 bilhão de euros no primeiro semestre fiscal da companhia, encerrado em 31 de março.

A CSN é um dos interessados na compra. Espera-se que Gerdau, Nippon Steel, JFE, Hyundai Steel e grupos chineses, como Baosteel, também avaliem os ativos, que serão vendidos concomitantemente.

A CSA tem a Vale como sócia, com 27% do capital, e a Mobile compõe a divisão ThyssenKrupp Steel Americas, criada em 2005 e que enfrenta uma fase de resultados negativos desde o início das operações, em 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.