Tamanho do texto

Indenização estabelecida pela Justiça dos EUA devido a falhas financeiras em transação de ações com a Liberty Media Corporation

O grupo francês de mídia Vivendi anunciou que discorda e vai recorrer da decisão divulgada ontem pelo Tribunal Distrital de Nova York, em processo movido contra a companhia pela Liberty Media Corporation, um dos maiores grupos de investimento em mídia e telecomunicações dos Estados Unidos.

Em comunicado, a Vivendi informou que pretende analisar todos os caminhos jurídicos possíveis para derrubar a sentença ou reduzir o valor a ser pago pelo grupo francês.

A indenização estabelecida pelo júri americano foi fixada em 765 milhões de euros (US$ 957 milhões). No processo, registrado em 2003, a Liberty e algumas de suas subsidiárias alegam que a Vivendi mentiu sobre sua situação financeira e supervalorizou o preço das ações da companhia em uma transação firmada entre as duas partes no fim de 2001.

Na época, a Vivendi entregou 37,6 milhões de suas ações à Liberty Media em troca da participação do grupo americano na USA Networks.

Após o anúncio dos possíveis recursos por parte da Vivendi, a Liberty Media Corporation declarou que está confiante de que o tribunal manterá sua decisão, acrescentando que pretende buscar em juízo os valores estabelecidos pela corte americana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.