Tamanho do texto

Companhia passou a prever um prejuízo para o ano fiscal de 2013 entre US$ 0,13 e US$ 0,29 por ação, ante US$ 0,13 a US$ 0,31 por ação antes

Reuters

A Rite Aid, terceira maior rede de drogarias dos Estados Unidos, teve prejuízo trimestral menor que o esperado e agora prevê que a perda do fechado do ano não será tão grande como temia.

A companhia passou a prever um prejuízo para o ano fiscal de 2013 entre US$ 0,13 e US$ 0,29 por ação, ante US$ 0,13 a US$ 0,31 por ação antes.

No entanto, a rede de drogarias cortou a previsão de vendas para o período para US$ 25,3 bilhões a US$ 25,7 bilhões, ante previsão anterior de US$ 25,4 bilhões a US$ 25,8 bilhões, por causa da chegada de remédios genéricos.

No primeiro trimestre, a Rite Aid teve prejuízo de US$ 28,1 milhões, ou US$ 0,03 por ação, ante perda de US$ 63,1 milhões, ou US$ 0,07 por ação, um ano antes.

A receita subiu 1,2%, para US$ 6,5 bilhões.

Analistas previam perda em média de US$ 0,04 por ação e receita de US$ 6,42 bilhões, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A Rite Aid se beneficiou do grande crescimento das vendas de remédios que exigem receita médica, no conceito "mesmas lojas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.