Tamanho do texto

Provisões para impostos sobre o lucro subiram de US$ 29,8 milhões no segundo trimestre do ano passado para US$ 70,7 milhões agora

Aumento de custos pesa no resultado da Adobe
Getty Images
Aumento de custos pesa no resultado da Adobe

O lucro líquido da Adobe Systems caiu 2,4% no segundo trimestre do ano fiscal de 2012, encerrado em 1º de junho, para US$ 223,9 milhões (US$ 0,45 por ação). A comparação é com o mesmo período de 2011.

O recuo veio com um aumento nos custos e despesas em geral da empresa e após uma maior provisão para impostos. A empresa arquivou hoje na Securities and Exchange Commission (SEC), comissão de valores americana, seu balanço trimestral.

Com o resultado, a Adobe reduziu suas projeções para a receita no ano fiscal de 2012. Agora, ela vê um aumento entre 6% e 7% em seu faturamento anual, contra de 6% a 8% esperados anteriormente. A mudança reflete uma demanda menor na Europa.

Já as estimativas de lucro por ação foram elevadas para este exercício. De US$ 1,63 a US$ 1,73 previstos inicialmente, a empresa subiu a expectativa para uma banda entre US$ 1,69 e US$ 1,76.

Segundo o documento arquivado na SEC, a receita líquida da companhia foi a US$ 1,12 bilhão, subindo 9,9% em bases anuais. Os custos de produtos, por sua vez, cresceram 19,9%, até US$ 130,9 milhões. Os gastos operacionais avançaram 8%, para US$ 688,4 milhões.

O vice-presidente financeiro da Adobe, Mark Garrett, comentou em nota que o faturamento foi impulsionado pelos novos pacotes de programas Creative Cloud e Creative Suite 6 e pelas fortes vendas do produto Adobe Acrobat.

As provisões para impostos sobre o lucro também subiram, de US$ 29,8 milhões no segundo trimestre do ano passado para US$ 70,7 milhões agora.

Para o terceiro período do atual ano fiscal, a Adobe aguarda receitas entre US$ 1,07 bilhão e US$ 1,12 bilhão e um lucro por ação entre US$ 0,38 e US$ 0,43. Mesmo alcançado o teto dessa faixa de previsões, os indicadores ficariam em linha ou abaixo do observado no segundo trimestre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.