Tamanho do texto

Grupo levou a frequência para internet banda larga - sem voz - em 12 áreas de registro, enquanto a Sunrise venceu a disputa em duas áreas de prestação

Encerrada a primeira rodada de leilão de lotes regionais do 4G, dos 66 primeiros lotes regionais de 2,5 gigahertz (GHz) licitados e que não poderiam ser disputados pelas operadoras de telefonia que já compraram pela manhã os lotes nacionais de 4G, apenas 14 foram disputadas por Sky e Sunrise, sendo que a companhia do megainvestidor George Soros apresentou proposta para apenas três deles.

Leia também: Venda dos principais lotes do leilão de frequências 4G soma R$ 2,56 bilhões

A Sky conquistou frequências de 4G em parte dos municípios do Estado de São Paulo com DDDs 11 (exceto capital), 14 e 15. Além disso, a empresa levou partes dos municípios do Rio de Janeiro com DDDs 21 e 22, 24, cidades de Santa Catarina com DDD 47, Rio Grande do Sul com DDD 51, Paraná com DDD 41, Distrito Federal e Entorno com DDD 61, Bahia com DDD 71 e Amapá com DDD 96. O total pago pela Sky por esses 12 lotes foi R$ 90,576 milhões, com ágio médio de 19,87%.

Já a Sunrise conquistou as faixas para internet 4G em parte dos municípios de São Paulo com DDDs 12 e 19. O total desembolsado pela companhia de George Soros nesses dois lotes foi R$ 19,094 milhões, com ágio médio de 43,15%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.