Tamanho do texto

Em parceria com bancos privados, programa é voltado para concessão de crédito para empresas do setor de óleo e gás que são fornecedores da companhia estatal

O programa Progredir, uma parceria da Petrobras com bancos públicos e privados para concessão de crédito para empresas do setor de óleo e gás que são fornecedores da estatal, realizou empréstimos da ordem de R$ 2,3 bilhões em seu primeiro ano de atuação.

Os desafios da Petrobras para se manter na liderança regional

Petrobras vê petróleo em queda e menor pressão de reajuste

Voltado basicamente para companhias que são, de algum modo, fornecedoras da Petrobras, o programa tem como principal atrativo o fato de o crédito ser lastreado em serviços ou produtos a serem entregues no futuro à estatal de petróleo brasileira.

Nesse primeiro ano de atividade, cerca de 500 operações foram realizadas, englobando um número total de 275 empresas de 19 estados brasileiros.

Graça Foster, presidente da Petrobras: R$ 2,3 bilhões em crédito para as empresas do setor
AE/FABIO MOTTA
Graça Foster, presidente da Petrobras: R$ 2,3 bilhões em crédito para as empresas do setor

Durante a apresentação dos números em um evento em São Paulo com a presença da presidente da Petrobras, Graça Foster, a companhia também informou que três novos bancos passarão a conceder os créditos, juntando-se ao seis que já atuavam no programa.

"Precisamos assegurar que a Petrobras seja atendida pela industria nacional", disse Graça."O programa é fundamental para que nossa indústria possa acompanhar o desenvolvimento da Petribras. Queremos chegar a 6 milhões de barris em 2020 e precisamos da indústria nacional", acrescentou a presidente da Petrobras.

Segundo ela, a partir de agora todo contrato assinado com a Petrobras e parceiros será incluido no Progredir.

A partir de julho, Citibank, BicBanco e Banrisul passam a ser parceiros da companhia no programa Progredir. No primeiro ano de operação do Progredir os créditos foram repassados pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, HSBC, Santander e Bradesco.

Com os novos bancos, a Petrobras espera ampliar ainda mais a capilaridade do programa.

Plano estratégico terá maior enfoque em exploração e produção

No primeiro ano de operação, o Progredir atendeu empresas de quase todos os estados do País, mas com forte concentração no Rio e em São Paulo.

Empresas dos dois principais estados produtores do país ficaram com 64% de todo o volume de empréstimos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.