Tamanho do texto

O valor do negócio está estimado em cerca de R$ 800 milhões

O grupo paulista Foxx e o financista húngaro-americano George Soros estão perto de fechar a compra da Haztec, uma das principais empresas brasileiras da área ambiental.

O valor do negócio está estimado em cerca de R$ 800 milhões - entre desembolso e o valor da dívida que será assumida pelos novos donos, disseram à reportagem fontes envolvidas na operação. Se concretizada, a operação, será a segunda aquisição de Soros, dono de uma das maiores fortunas do mundo, no Brasil.

Endividado após uma política agressiva de aquisição de concorrentes, o fundador da Haztec, Paulo Tupinambá, já tinha perdido o controle da empresa para seus sócios - fundos de investimento InfraBrasil e FIP Caixa Ambiental, administrados pelo Banco Santander, e um fundo do Bradesco. São eles que estão vendendo suas participações à Foxx e a Soros.

Procurados pela reportagem, a Haztec não quis se manifestar. A Foxx enviou uma nota em que nega a compra, mas afirma que avalia oportunidades de aquisições em seus setores de atuação.

A Haztec estava à venda há algum tempo e foi avaliada por fundos especializados na compra de participação em empresas (private equity). Chegou a ser negociada com a Queiroz Galvão e com a Odebrecht.

Dois anos atrás, chegou-se a dar como certa a sua fusão com a Estre Ambiental, do empresário Wilson Quintela Filho, operação que criaria a maior empresa brasileira do setor ambiental. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.