Tamanho do texto

Entre os dez trajetos transoceânicos cancelados, dois ligam Madri a São Paulo

A companhia aérea Iberia cancelou 120 voos programados para esta sexta-feira, sendo dois entre Madri e São Paulo, na quarta jornada da greve convocada pelo sindicato de pilotos para protestar pela criação da filial de baixo custo Iberia Express. O número de cancelamentos representa 37% dos 328 voos programados para hoje, informaram fontes da companhia aérea.

Leia também: Iberia cancela 126 voos no primeiro dos 30 dias da greve de pilotos

Dos 120 voos suspensos, há 57 para destinos nacionais, 53 de média distância (fundamentalmente para localidades da Europa) e dez transoceânicos, entre eles os que ligam Madri a São Paulo, nos trajetos de ida e volta.

O sindicato de pilotos Sepla convocou 30 jornadas de greve, que começaram em 9 de abril e vão acontecer em todas as segundas e sextas-feiras até 20 de julho, em protesto contra a criação da filial de baixo custo que começou a operar em 25 de março.

Nesta sexta-feira, os tripulantes de cabine devem decidir quando acontecerá e quantos dias irá durar sua greve, que pode coincidir com a dos pilotos.

A Iberia já anunciou que para a próxima segunda-feira, quinta jornada de greve, serão cancelados 125 voos, ou seja, 37% dos 334 programados. Destes, são oito de longo percurso, 57 de média distância e 60 domésticos. Estas interrupções, segundo estimou oficiosamente a empresa, representam uma média diária de 3 milhões de euros em perdas.