Tamanho do texto

São Paulo, 11 mai (EFE).- Representantes de instituições espanholas e empresários pediram hoje em São Paulo, aos homens de negócios brasileiros, que aumentem o investimento na Espanha, ao mesmo tempo em que destacaram a estabilidade da zona do euro apesar da crise grega.

São Paulo, 11 mai (EFE).- Representantes de instituições espanholas e empresários pediram hoje em São Paulo, aos homens de negócios brasileiros, que aumentem o investimento na Espanha, ao mesmo tempo em que destacaram a estabilidade da zona do euro apesar da crise grega. "A Espanha é um país estável", disse o diretor de estratégia e desenvolvimento da Agência Espanhola de Promoção e Atração de Investimentos Estrangeiros (Invest In Spain), Jorge Dajani, em um seminário organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Dajani lembrou que o Produto Interno Bruto (PIB) da Espanha registrou um crescimento médio sustentado de 3,4% nos últimos dez anos, e que a qualificação das agências de risco internacionais a colocam como o sétimo país mais solvente do mundo. Segundo Dajani, "o Brasil é um país estratégico" e é importante que os empresários do país tenham conhecimento direto da realidade econômica espanhola. Em declarações à Agência Efe, Dajani afirmou que "a situação da Espanha não tem nada a ver com a da Grécia". Já o embaixador espanhol no Brasil, Carlos Alonso Zaldívar, repassou a história do investimento espanhol no país durante os últimos 14 anos e acrescentou que o recente acordo de ajuda aos países do euro mostra que a "Europa deu um passo à frente" após chegar ao limite. O diretor adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior de Fiesp, José Augusto Correa, pediu a abertura, o conhecimento de outras culturas e o incentivo às empresas brasileiras para que empreendam um processo de internacionalização. EFE mb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.