Tamanho do texto

Empresário de 39 anos era deputado estadual e voava para sua fazenda no Pará. Esse foi o quarto acidente aéreo no Estado em um mês

O empresário e deputado estadual no Pará Alessandro Novelino, de 39 anos, morreu neste sábado em um acidente com um avião bimotor no Estado. Também morreram com a queda da aeronave José Augusto dos Santos, assessor de Novelino, e o piloto Roberto Carlos Figueiredo. Esse foi o quarto acidente aéreo no Pará em trinta dias.

Imagem aérea mostra o avião bimotor caído em ilha próxima a Belém do Pará
Futura Press
Imagem aérea mostra o avião bimotor caído em ilha próxima a Belém do Pará

Segundo o Aeroclube do Pará, onde estão sendo coordenadas as buscas, o avião do modelo Sêneca sumiu dos radares da aeronáutica cerca de 18 minutos após decolar do aeroporto Brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, em Belém, neste sábado de manhã, de acordo com informações divulgadas pela imprensa. A aeronave foi encontrada próximo ao meio dia em Acará, em uma região de difícil acesso, onde Novelino possuía uma fazenda.

De acordo com a imprensa local, o avião supostamente bateu em uma torre de transmissão e caiu. Os corpos foram encontrados em um local distante da queda da aeronave.

Alessandro Novelino, em sua foto no Facebook
Facebook/Reprodução
Alessandro Novelino, em sua foto no Facebook
O governador Simão Jatene decretou luto oficial de três dias no Estado, informou a Agência Pará de Notícias.

Ao contrário do que foi publicado anteriormente, Novelino não era dono da rede de postos Ale.

O empresário, que era casado, possuía a Rede Alessandro de postos de combustíveis e exercia o terceiro mandato de deputado estadual  pelo PMN. Seu suplente é Nelio Aguiar.

De acordo com o portal ORM, em abril 2007, dois irmãos de Alessandro, Uraquitã e Ubiraci Novelino, foram assassinados a mando do empresário Chico Ferreira, dono de uma empresa de coleta de lixo no Pará, a Clean Service. De acordo com a polícia, o motivo do crime foi uma dívida financeira. Os corpos foram jogados na Baía do Guajará com pesos e correntes e só foram encontrados semanas depois. Alessandro Novelino pedia justiça pela morte dos irmãos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.