Tamanho do texto

A empresa Helmerich and Payne (H&P), que presta serviços no setor de petróleo, está estudando a suspensão de suas operações na Venezuela por falta de pagamentos da estatal PDVSA, informou nesta quarta-feira um porta-voz da companhia.

"Em 23 de março, quatro de 11 máquinas em poços de petróleo terrestres na Venezuela estavam paradas. As demais continuam ativas", destacou o porta-voz da H&P, Juan Pablo Tardío, em e-mail enviado à AFP.

A companhia estatal venezuelana deve para esta empresa, especializada em fornecer material de extração, quase 100 milhões de dólares no fim de janeiro, segundo seus dados. A empresa destacou que a PDVSA pagou menos de 1% de suas dívidas este ano na H&P.

"A companhia está encerrando suas operações nos poços a medida que os contratos de perfuração expiram", explicou o porta-voz.

"A H&P tem intenção de continuar na Venezuela, onde trabalha há mais de cinco décadas, mas se os pagamentos não ocorrerem de forma regular e suficiente pela PDVSA, os poços restantes ficarão inativos no fim de julho", indicou a empresa.

jz/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.