undefined
Divulgação
O programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores, o que pode ajudar nos negócios

Para dar um salto nos negócios e fazer seu empreendimento crescer, Marcos Antonio de Oliveira, de 34 anos, precisou de mais que uma grande cartela de clientes ou um bom capital de giro: ele teve que formalizar o negócio. O empresário, que presta serviços de tecnologia de informação, precisou criar um CNPJ quando começou a prestar serviço para outras empresas.

+ Super MEI investe na profissionalização e capacitação de empreendedores

“Tive que fazer isso para passar do cliente pessoa física para o cliente pessoa jurídica. O próprio cliente estava exigindo nota fiscal,então a formalização da empresa me abriu novas portas com outros clientes. As empresas querem nota fiscal, emissão de boleto, etc", explicou sobre o desenvolvimento de seus negócios .

À época, foi a regularização do negócio que ajudou Oliveira a conseguir crédito com instituições financeiras para investir em novos equipamentos. Essa é uma das vantagens de formalizar o empreendimento, mas ainda há outras, como o direito à cobertura previdenciária e a possibilidade de negociar com o setor público.

Capacitação

Com as novas oportunidades, Oliveira foi buscar capacitação. Em outubro deste ano, por exemplo, ele participou do Super MEI, programa do Sebrae que oferece formalização e capacitação gratuita para empreendedores, com cursos de gestão e formação técnica gratuitos, além de acesso ao mercado.

undefined
Divulgação
O programa Super MEI prevê 223 cursos, preferencialmente ministrados no período noturno, em 18 diferentes segmentos

O empresário conta que já começou a colocar em prática o que aprendeu no curso de técnicas de vendas no varejo. “Eu tinha dúvidas sobre como aplicar, fechar negócio com o cliente. Eu não conseguia fazer uma apresentação legal do meu serviço, e com o Super MEI aprendi a fazer essa apresentação, dar um retorno bacana para o cliente e como fechar o negócio”, afirmou.

E, segundo ele, os novos clientes já começaram a aparecer: “Estou me programando para fazer um curso para aprender a administrar o número de clientes. Começamos a vender o serviço e agora queremos manter a qualidade”.

O curso também ajudou Oliveira a fazer contatos. “Ainda mantenho contato com os professores e criamos um grupo de microempresários. Estamos sugerindo fazer reuniões para debater ideias, trocar carteira de clientes, etc", disse.

Super MEI

O programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores e se divide em quatro etapas: formalização para quem ainda não está regularizado; cursos de gestão, envolvendo controle financeiro e vendas; formação técnica em instituições técnicas parceiras; e acesso ao mercado por meio de um aplicativo e um portal onde o empreendedor poderá oferecer seus produtos e serviços.

+ Formalização do negócio no setor de beleza facilita gestão do empreendimento

O programa prevê 223 cursos que podem ajudar nos negócios, preferencialmente ministrados no período noturno, em 18 diferentes segmentos (como beleza, alimentação, construção civil etc), oferecidos pelas unidades do Centro Paula Souza, órgão do governo estadual responsável pelas Fatecs e Etecs, pelo Senac e Senai.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários