Tamanho do texto

Número dois do governo do Reino Unido chega ao Brasil para ampliar cooperação bilateral em desenvolvimento sustentável

O vice-premiê britânico, Nick Clegg , esteve na manhã desta terça-feira no Palácio dos Bandeirantes para um encontro com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin . Durante um café da manhã, o número dois do Reino Unido demonstrou preocupação sobre a grave situação financeira da Grécia. Líderes da União Européia estudam oferecer ao país uma ajuda de cerca de R$ 27,4 bilhões, caso o governo grego concorde em aumentar o corte de gastos.

Nick Clegg, vice-premiê britânico, esteve nesta terça-feira no Palácio dos Bandeirantes
AE
Nick Clegg, vice-premiê britânico, esteve nesta terça-feira no Palácio dos Bandeirantes
Nick Clegg, que desembarcou hoje no Brasil, conversou brevemente com o governador paulista. “Ele demonstrou sua preocupação com a situação da Grécia. A solução que for dada à Grécia será rotina para outros casos semelhantes”, disse Alckmin. Após o encontro reservado, os dois participaram da abertura de um encontro sobre economia verde, onde foram apresentadas soluções de baixo carbono criadas por empresas e instituições dos dois países.

Na abertura do encontro, Clegg ressaltou que Brasil e Reino Unido já foram muito mais interdependentes economicamente no passado. “Inclusive os tijolos usados na construção da Estação da Luz são britânicos”, lembrou. Essa “conexão” foi se perdendo ao longo dos anos e, segundo ele, a economia verde pode incentivar o intercâmbio entre os dois países no futuro. “Somos economias complementares. O Brasil é uma superpotência ambiental e nós temos o primeiro banco de investimento verde (...) e universidades que desenvolvem tecnologia de ponta”, afirmou.

Agenda no Brasil

A comitiva britânica – composta por políticos, estudantes e 40 empresários de setores como infraestrutura, petróleo e gás, serviços, biotecnologia, construção e energia – ficará no Brasil até amanhã. Ainda hoje, Clegg se encontra com o vice-presidente Michel Temer em Brasília e com o ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota. Eles irão assinar um acordo de desenvolvimento internacional para incrementar o trabalho bilateral conjunto de promoção do crescimento global e redução da pobreza.

Na quarta-feira, o vice-premiê irá ao Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas de 2016. Na capital fluminense, Clegg participa de uma conferência dedicada a discutir o legado e a sustentabilidade de Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Clegg encerra sua visita ao Brasil no Copacabana Palace, onde ele e toda a delegação comparecem à festa de comemoração do aniversário da rainha Elizabeth 2ª.

Estratégia britânica

A visita é vista como uma “ofensiva” do governo britânico em países que considera as estrelas das próximas décadas, como delineou o ministro do Exterior britânico, William Hague, em um discurso feito no centro de estudos Canning House, no ano passado.

O próprio Hague estava de visita marcada para o Brasil no início deste ano, quando os planos foram interrompidos pela crise líbia, na qual a França e a Grã-Bretanha tomaram a dianteira pressionando por uma resposta bélica da Otan, a aliança militar ocidental.

Porta-vozes do Reino Unido ressaltaram que o premiê britânico, o conservador David Cameron, também tem intenção de visitar o Brasil.

(Com BBC Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.