Tamanho do texto

Os líderes tentam criar medidas para que a Grécia se veja condenada à falência

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Nicolas Sarkozy, se reuniram nesta sexta-feira na Chancelaria Federal Alemã, em Berlim, e abordaram, entre outros temas, a crise na Grécia e os preparativos para a reunião de cúpula da União Europeia na próxima semana, em Bruxelas.

Ao longo do encontro, os dois tratarão também da sucessão de Dominique Strauss-Kahn à frente do Fundo Monetário Internacional (FMI), cargo para o qual deram respaldo a Christine Lagarde, atual ministra de Finanças francesa.

Merkel e Sarkozy tentarão resolver suas diferenças quanto às medidas para evitar que a Grécia se veja condenada à falência diante do elevado endividamento e da ameaça de cair na falta de pagamento em poucas semanas.

A possível participação dos credores privados, bancos e seguradoras no segundo pacote de ajudas à Grécia, que a Alemanha insiste em reivindicar, é o principal ponto de atrito entre os Governos de Berlim e Paris.

A reunião desta sexta é o primeiro encontro bilateral entre Merkel e Sarkozy em sete meses, embora recentemente tenham se reunido durante a cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais industrializados do mundo e a Rússia) na localidade francesa de Deauville.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.