Tamanho do texto

Banco central norte-americano passa a trabalhar com meta de inflação de 2%

O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, tomou uma decisão histórica nesta quarta-feira ao adotar uma meta de inflação de 2%. A ação é uma vitória do presidente da instituição, Ben Bernanke. Com isso, o Fed passa a ter uma política alinhada com a de outros importantes bancos centrais no mundo.

Em seu primeiro comunicado "metas e estratégias de política de longo prazo", o Fed informou que não seria apropriado estabelecer uma meta fixa de geração de emprego porque o mercado de trabalho não é determinado por fatores monetários.

Segundo o banco central norte-americano, a meta de 2% é a mais consistente com o seu mandato. Além disso, informou que a meta ajudará a manter as expectativas de preço no longo prazo "firmemente ancoradas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.