Tamanho do texto

RIBEIRÃO PRETO- A Santelisa Vale, segunda maior processadora de cana-de-açúcar do País, confirmou nesta terça-feira a demissão de 109 funcionários em várias unidades da companhia, que enfrenta uma grave crise financeira. Segundo a empresa, as demissões foram feitas em todos os setores e fazem parte de um processo de ajuste de sua produção.

Até 14 mil funcionários trabalham no pico da safra na Santelisa Vale, que não informou quantos são empregados na entressafra, ou seja, excluindo os cortadores de cana, imensa maioria dos colaboradores.

A Santelisa Vale processa cerca de 25 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em suas quatro unidades na região de Ribeirão Preto - Santa Elisa, Vale do Rosário, MB e Jardest - e nas usinas das quais é sócia: tem 65% da Continental, em Colômbia (SP), e 50% da Tropical Bioenergia, em Edeia (GO).

A companhia informou ainda que não estão previstas mais demissões nas unidades e que até março inicia a contratação dos cortadores para a safra 2009/2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.