Tamanho do texto

Enquanto a General Motors enfrenta seu pior momento da história, um de seus modelos, o Insignia, foi eleito o Carro do Ano de 2009 no salão do automóvel de Genebra. O lançamento do Ampera, a versão europeia do carro elétrico Volt da GM, também atraiu uma multidão de jornalistas ontem no salão.

O modelo tem potencial para elevar as subsidiárias europeias Opel e Vauxhall para a liderança no mercado de carros híbridos na Europa. Para a GM, uma eventual separação de suas subsidiárias europeias não impedirá que elas continuem trabalhando em parceria com a matriz nos Estados Unidos, sobretudo no que se refere à transferência de tecnologia. No último trimestre do ano passado, as subsidiárias que fazem parte da GM Europa reduziram a produção pela metade, para pouco mais de 200 mil automóveis.

Sem recursos para financiar a separação da matriz americana, o futuro das fábricas em Ellesmere Port, no Reino Unido, na Antuérpia, na Bélgica, em Bochum, na Alemanha, além da planta da Saab em Trollhaettan, na Suécia, está a cada dia mais incerto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.