Tamanho do texto

Atividade caiu, 026% no mês; última retração havia sido em dezembro de 2008

A economia brasileira desacelerou pela primeira vez em dois anos e meio. Dados do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgados nesta quarta-feira, mostram que a atividade econômica caiu 0,26% em junho, em relação a maio, ficando em 142,90 pontos pelo critério dessazonalizado. Um mês antes, o índice registrou 143,27 pontos.

Esse é mais um indicador de que a economia do País sentiu os efeitos da alta de juros promovida pelo BC desde janeiro para frear o movimento de elevação dos preços e é mais um indicativo que a elevação da taxa Selic pode estar próxima do fim.

O indicador havia registrado queda mensal pela última vez em dezembro de 2008, durante o período mais agudo da crise financeira internacional. Naquele período o indicador quando registrou 122,5 pontos.

Os dados do Banco Central ainda não captaram os efeitos da recente turbulência nos mercados financeiros internacionais, que começou a ser sentida com mais intensidade na primeira semana de agosto.

No acumulado do primeiro semestre, o resultado foi mais positivo com a economia registrando crescimentode 3,74% em relação ao mesmo período de 2010. Na comparação com junho do ano passado, também houve crescimento, de 3,07%, segundo o BC. Em 12 meses, o índice subiu 4,89%.

O IBC-Br mostra a estimativa para a produção mensal dos três setores da economia (indústria, agricultura e serviços), e de impostos sobre produtos. O indicador e é visto pelo mercado como uma boa antecipação do desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo País em um determinado período de tempo.

(Com Valor Online)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.