Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 6,8% no quarto trimestre de 2008, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados foram divulgados hoje pelo governo chinês e mostram um desaquecimento em relação aos três meses anteriores à apuração, quando o PIB registrava alta de 9%.

No acumulado do ano de 2008, a economia chinesa teve um avanço de 9%, totalizando US$ 4,4216 trilhões, o menor crescimento desde 2001, quando a taxa anual era de 8,3%. A variação do PIB do ano passado também foi menor do que os 13% registrados em 2007.

Segundo a agência oficial de notícias do país, a Xinhua, a desaceleração da economia se deve principalmente à queda da produção industrial. Em 2008, a produção da indústria chinesa cresceu 12,9%, ante o ano anterior, crescimento, no entanto, 5,6 pontos percentuais menor do que o registrado em 2007.

Esta situação é uma conseqüência da diminuição da demanda mundial pelos produtos chineses. Neste sentido, o resultado do quarto trimestre de 2008 teve um peso grande no crescimento do ano como um todo. As exportações, que representam quase um terço do PIB do país, caíram 2,8%, para US$ 111,16 bilhões, em dezembro na comparação anual. Em novembro, a queda foi de 2,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Para tentar conter os efeitos da crise sobre a economia chinesa, o governo anunciou em novembro um pacote de US$ 586 bilhões para estimular a demanda doméstica do país.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.