Tamanho do texto

SÃO PAULO - Pelo segundo pregão consecutivo, o dólar ganha valor ante o real. A recuperação está alinhada com o dia negativo para os outros mercados brasileiros, que assimilam as projeções negativas provenientes da elevada inflação mundial e das expectativas de perdas no setor financeiro norte-americano e europeu.

O dólar comercial fechou negociado a R$ 1,605 na venda, alta de 0,50%. Na segunda-feira, a moeda fechou a R$ 1,597, ganho de 0,12%.

Bovespa

Com as ações da Petrobras perdendo força, a queda se acentua na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Por volta das 16h15 o Ibovespa perdia 2,31%, para 63.515 pontos.

As vendas também se acentuaram em Wall Street, onde o Dow Jones sobe 0,19% e o Nasdaq cai 0,16%. Na Europa, a terça-feira encerrou com perdas em todos os principais mercados. Londres caiu 2,60%, e Frankfurt recuou 1,60%.

O tom negativo é garantido pela valorização do petróleo, que alimenta as preocupações com a inflação e a condução da política monetária. Além disso, o receio com as perdas no setor financeiro geram mais incerteza entre os investidores.

Leia também:

Leia mais sobre Bovespa - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.