Tamanho do texto

Uma entrada de recursos, que preliminarmente está sendo estimada entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões, descolou a trajetória da cotação do dólar ante o real do comportamento da moeda norte-americana no exterior. Depois de ter iniciado o dia em alta forte de 4,24%, a R$ 2,459, em parte inflada pelo ajuste ao mercado futuro do final da tarde de ontem, a moeda norte-americana foi insistentemente devolvendo essa pressão e, às 11h50, era negociada em baixa de 0,30% a R$ 2,352 no mercado interbancário de câmbio.

No exterior, o euro continua em queda em relação ao dólar, o que impede um recuo maior do dólar no mercado brasileiro de câmbio. A moeda européia estava sendo negociada na casa de US$ 1,39, com queda superior a 2% no dia. Ontem, o euro bateu na marca de US$ 1,47.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.