Tamanho do texto

SÃO PAULO - Mais uma vez o cenário positivo serviu de pano de fundo para o desmanche de posições defensivas em moeda americana. Com isso, o dólar perdeu valor ante o real, fechando abaixo dos R$ 2,30 pela primeira vez desde 16 de fevereiro.

Em baixa desde o começo dos negócios, o dólar comercial encerrou negociado a R$ 2,275 na compra e R$ 2,277 na venda, ou queda de 1,0%. Na mínima, a divisa bateu R$ 2,257.

Na roda de " pronto " da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), a moeda fechou com perda de 1,39%, a R$ 2,268. O giro financeiro somou US$ 142,75 milhões, 33% menos que o observado na sexta-feira.

Segundo o gerente de operações da B & T Associados Corretora de Câmbio, Marcos Trabbold, dois fatores explicam a perda de valor da divisa americana nesta segunda-feira.

Além do bom humor externo, que perdurou durante a maior parte do pregão, a taxa ainda foi influenciada pelo leilão de dólares voltando ao financiamento do comércio exterior realização pelo Banco Central na semana passada. "As linhas de adiantamento de exportações já começam a chegar ao mercado."
Fora isso, Trabbold também aponta para as movimentações na BM & F, onde os investidores estrangeiros estariam desmanchando parte da posição comprada (apostas contra o real) e embolsando os ganhos recentes. Vale lembrar que a formação dessas apostas contra a moeda brasileira foi o que puxou o preço do dólar para cima de R$ 2,40 na primeira semana do mês.

Outro ponto destacado pelo especialista é que faz mais de um mês que o Banco Central não atua no mercado à vista, mostrando que o fluxo de divisas para o país está mais equilibrado.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.