Tamanho do texto

O dólar comercial abriu hoje as negociações no mercado interbancário de câmbio em leve baixa de 0,09%, cotado a R$ 2,307. Ontem a moeda havia encerrado a sessão em baixa de 0,47% no dia, a R$ 2,309.

Às 10h10, o dólar comercial já inverteu o sinal e subia 0,13% a R$ 2,312. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista abriu o pregão em alta de 0,30% a R$ 2,312.

O dia é de realização de lucros nos mercados internacionais, onde as principais bolsas mostram sinal negativo e o dólar sobe levemente em relação à maioria das moedas emergentes. Vale ressaltar que ontem voltaram ao mercado doméstico as perspectivas de entradas de recursos, com a provável emissão de bônus da Petrobras no mercado externo, de US$ 1,5 bilhão. A estatal ainda não confirmou a operação.

Na agenda de hoje, vários dados podem mexer com os ativos. O Banco da Inglaterra (BoE, banco central do país) decidiu reduzir a taxa básica de juros em 0,5 ponto porcentual para 1% ao ano. O Banco Central Europeu (BCE) também se reúne, devendo anunciar sua decisão de política monetária às 10h45. A expectativa do mercado é de que a taxa básica da zona do euro seja mantida em 2% ao ano.

Nos EUA, o Departamento do Trabalho divulga às 11h30 os dados de pedidos de auxílio-desemprego na semana terminada em 31 de janeiro. No mesmo horário saem informações sobre a produtividade e custo unitário da mão de obra. Os dados são preliminares e referentes ao 4º trimestre. Também às 11h30, o Departamento do Comércio dos EUA divulga encomendas à indústria referente dezembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.