Tamanho do texto

Com esse resultado, dívida chega a R$ 1,534 trilhão, segundo dados do Tesouro Nacional

A dívida pública mobiliária federal interna cresceu 0,64% em setembro para R$ 1,534 trilhão, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira.

A alta refletiu a apropriação de juros de R$ 10,69 bilhões, compensada parcialmente pelo resgate líquido de títulos no valor de R$ 890 milhões.

No mês passado, a parcela da dívida prefixada, considerada de melhor gerenciamento, aumentou para 37,53%, ante 36,05% em agosto.

Os papéis corrigidos pela Selic passaram para 32,76% em setembro, ante 34,34% no mês anterior, enquanto os títulos atrelados a índice de preços aumentaram para 28,12%, ante 27,98%.

Em setembro, a dívida pública federal externa caiu 1,86%, a R$ 91,76 bilhões, levando a dívida total a R$ 1,626 trilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.