Tamanho do texto

A companhia de petróleo russo-britânica TNK-BP anunciou nesta segunda-feira a demissão de seu diretor financeiro, James Owen, em plena crise entre os acionistas russos e britânicos da empresa.

"Owen apresentou sua demissão em carta datada de 4 de agosto e dirigida ao presidente da TNK-BP, Robert Dudley", escreveu a empresa em um comunicado.

Em sua carta, Owen declarou que estava "difícil continuar trabalhando de forma independente, com os problemas atuais dos acionistas ainda em suspenso", segundo o comunicado.

Dudley "lamenta profundamente" a saída de Owen, que será efetiva no fim do mês de agosto, destacou o grupo.

A TNK-BP está mergulhada numa crise há vários meses pelo conflito com a companhia britânica BP, que possui a metade das ações da companhia russa, e o consórcio russo AAR, dono da outra metade do capital da empresa.

Os acionistas russos pedem a demissão do presidente do grupo, Robert Dudley, acusando de favorecer os interesses da BP. Com isso, Dudley deixou de repente a Rússia no fim de julho e anunciou que quer dirigir a companhia do estrangeiro.

A sociedade russo-britânica está também na mira da justiça por problemas de visto de seus colaboradores estrangeiros.

bfi/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.