Tamanho do texto

Presidenta considera "milhões de empresários com pequenos negócios" como cruciais

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje que o fortalecimento do mercado interno é uma ferramenta do país para o enfrentamento da crise financeira internacional. A declaração foi feita em cerimônia de anúncio de medidas para micro e pequenas empresas e para microempreendedores individuais. Dilma adiantou também que em breve o governo vai lançar uma política específica de microcrédito.

Presidenta Dilma durante da cerimônia de acordo entre a Frente Parlamentar de Micro e Pequenas Empresas e o governo
Agência Brasil
Presidenta Dilma durante da cerimônia de acordo entre a Frente Parlamentar de Micro e Pequenas Empresas e o governo

"Esse nosso mercado interno, esses milhões de empresários com pequenos negócio são cruciais para que tenhamos a força de um tecido social e de um país que conta com suas próprias forças”, disse.

“Para os pequenos e os microempreendedores teremos que ter tanto o microcrédito produtivo orientado quanto o crédito para pequenos empreendedores urbanos”, completou.

Ao citar a crise financeira internacional, a presidenta reiterou que o governo está atento e tomando medidas necessárias para fortalecer a economia brasileira e preservar os empregos sem se afastar do modelo de desenvolvimento.

Dilma disse também que nossas empresas são competitivas, mas sofrem com assimetrias do mercado internacional. “Primeiro há um mar de liquidez com o qual os países centrais pretendem enfrentar o baixo nível de atividade de suas economias. Esse mar de liquidez transforma a competição internacional de forma perversa uma vez que afeta a taxa de câmbio. De outro lado, a redução da atividade econômica dos países desenvolvidos cria um mar de produtos procurando mercado.

"Acredito muito numa palavra de ordem, que em alguns países da Europa se utiliza pra enfatizar a importância da pequena empresa, acho que cabe a nós reiterar e adotar no Brasil: 'pense primeiro nos pequenos'", disse a presidente. "Quando pensamos primeiro nos pequenos, pensamos num mundo em que várias pessoas têm oportunidades.

"Em seu discurso, Dilma voltou a defender a criação de um ministério para micro e pequenas empresas. "Por que enviamos ao Congresso a proposta de criação de um ministério específico? Enviamos essa proposta porque consideramos que a ação do governo nessa direção pode ser uma ação muito mais efetiva", afirmou.

Leia também: Governo faz acordo para ampliar limites do SuperSimples

* Com Agência Brasil e Agência Estado

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.