Tamanho do texto

Cédulas danificadas por dispositivo antifurto de caixas eletrônicos não poderão mais ser usadas; portador não será ressarcido

Células manchadas não serão mais aceitas
Divulgação
Células manchadas não serão mais aceitas
O Diário Oficial da União publicou nesta quinta-feira a resolução do Banco Central que determina o recolhimento de cédulas consideradas inadequadas à circulação, em razão de dano provocado por dispositivo antifurto de caixas eletrônicos .

As notas deixam de ter validade e não podem mais ser usadas como meio de pagamento. O portador de nota suspeita deve encaminhá-la a uma agência bancária, que irá remetê-la ao BC.

As cédulas danificadas por dispositivo antifurto não serão reembolsadas ao portador, exceto que fique comprovado, após análise, que o dano não foi proveniente de dispositivo antifurto.

O objetivo das medidas, segundo o Banco Central, é contribuir para a redução dos casos de furtos e roubos a caixas eletrônicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.