Tamanho do texto

A economia norte-americana cortou 190 mil postos de emprego no mês de outubro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos. Com isso, o desemprego no país ultrapassou a casa dos 10% pela primeira vez desde 1983 e ficou em 10,2%, a maior taxa em 26 anos. Em setembro, a taxa de desemprego no país estava em 9,8%.

Os resultados vieram acima das projeções do mercado, que esperava um corte de 175 mil vagas no mês, de acordo com a agência Bloomberg.

Desde o início da recessão nos EUA, em dezembro de 2007, a taxa de desemprego no país já aumentou 5,3 pontos porcentuais.

O dado de setembro foi revisado para corte de 219 mil postos, de estimativa original de perda de 263 mil empregos. Desde o começo da recessão, em dezembro de 2007, foram eliminados 8,2 milhões de empregos nos Estados Unidos.

O emprego no setor de serviços - a maior fonte de postos de trabalho nos EUA - diminuiu em 61 mil em outubro. Empresas de serviços profissionais e de negócios eliminaram 18 mil vagas. O comércio varejista cortou 40 mil empregos. O salário médio por hora trabalhada aumentou 0,3%, ou US$ 0,05, para US$ 18,72.

(Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre desemprego

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.