Tamanho do texto

LONDRES (Reuters) - O principal índice das ações européias fechou em alta nesta terça-feira, quebrando a série de três dias de baixas após dados que mostraram aumento da confiança dos consumidores nos Estados Unidos. Os bancos, porém, foram prejudicados pela preocupação com mais baixas contábeis ligadas à crise de crédito.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,38 por cento, para 1.163 pontos. A baixa do petróleo também ajudou a sustentar o índice.

O resultado maior do que o esperado do índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos levantou as ações européias, que chegaram a cair 1,3 por cento no começo do pregão.

'Isso confirma uma pesquisa similar da Universidade de Michigan na semana passada. As duas tiveram uma queda severa e essa recuperação indica que, talvez, a confiança do consumidor já tenha passado pelo pior', disse Bernard McAllinden, estrategista de mercado da NCB Stcokbrokers, em Dublin.

'É uma boa notícia, mas não fundamental', acrescentou.

Os bancos continuaram a pesar sobre o FTSEurofirst 300 após o anúncio de uma baixa contábil do Merrill Lynch . O UBS recuou 3,6 por cento, o Barclays caiu 4,1 por cento e o BNP Paribas perdeu 1,8 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,12 por cento, a 5.319 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,75 por cento, para 6.398 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,73 por cento, para 11.683 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,09 por cento, para 4.320 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,23 por cento, a 21.721 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve perda de 1,05 por cento, para 8.407 pontos.

(Reportagem de Patrizia Kokot)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.