Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os dados saíram ontem à noite, mas a reação só acontece nesta quinta-feira

. O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 9,6% no terceiro trimestre no comparativo anual. No segundo trimestre do ano, o avanço fora de 10,3%. Além do PIB, também foi divulgado que a inflação ao consumidor foi de 3,6% no mês passado, contra setembro de 2009. Vale lembrar que, no começo da semana, o banco central da China subiu a taxa de juros visando conter a elevação dos preços domésticos. Outro evento da quarta-feira, que segue em pauta é a decisão de juros do Comitê de Política Monetária (Copom). Conforme o esperado, a taxa básica foi mantida em 10,75% ao ano. No breve comunicado, o colegiado do BC disse apenas o óbvio, que tomou tal decisão "avaliando o cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação". Na agenda do dia, atenção à taxa de desemprego de setembro. Pelas contas da Máxima Asset a taxa deve recuar de 6,7% para 6,6%. Os investidores também conhecem a nota de mercado aberto. Nos Estados Unidos, atenção aos novos pedidos por seguro-desemprego, para o índice de indicadores antecedentes e para a pesquisa de atividade do Federal Reserve (Fed), banco central americano, da Filadélfia. Na agenda corporativa saem os resultados da Amazon.com, American Express, AT&T, Caterpillar, Credit Suisse, Fiat, GlaxoSmithKline, Jetblue, McDonald´s, Nokia, Philip Morris e Xerox. (Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.