Tamanho do texto

SÃO PAULO - Vai acabar uma das mais clássicas muletas das companhias abertas, que muitas vezes evitam comentar assuntos com a imprensa ou investidores com argumento da proximidade da divulgação do balanço - ainda que o tema não tenha nenhuma relação com os números do negócio. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deve preparar um documento para tornar claro e público seu entendimento sobre o período de silencio.

A ideia é eliminar dúvidas sobre prazos e situações nas quais o recolhimento da empresa é necessário. A informação é da presidente da autarquia, Maria Helena Santana.

Segundo ela, a CVM não pede período de silêncio antes da divulgação de resultados. A companhia não pode antecipar os números, mas pode tratar de outros temas e deve se manifestar caso tenha algo relevante para informar. "Pode haver uma confusão com o bloqueio para negociação de ações antes dos balanços, que é de 15 dias, por parte dos administradores da empresa."
(Graziella Valenti | Valor Econômico, para o Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.