Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) firmou novos acordos para encerrar processos em que investigava irregularidades cometidas no mercado de capitais brasileiro. Segundo a CVM, o diretor de Relações com Investidores da Embraer, Antonio Luiz Pizarro Manso, propôs pagar R$ 100 mil para encerrar um processo no qual era acusado por não ter antecipado a divulgação ao mercado do projeto de reestruturação do capital da Embraer em 2006, com entrada de suas ações no Novo Mercado da Bovespa.

Para terminar outro processo, o banco Santander e seu diretor Edvaldo Ailder Catalani Morata se comprometeram a pagar R$ 50 mil cada à CVM. Eles eram acusados de ter registrado as ações dos fundos de investimento sob sua responsabilidade pela cotação de fechamento no dia 30 de abril de 2007. A regra em vigor na época dizia que deveria ser usada a cotação média do dia.

Em um terceiro processo, o Banif Banco de Investimento se propôs a pagar R$ 30 mil para encerrar uma investigação por supostamente ter usado material publicitário do fundo de recebíveis Banif FIDC Agro I em seu site, sem aprovação prévia da CVM.

"(Valor Online)"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.