Tamanho do texto

Valorização de residências é a maior em oito meses e renova esperanças de recuperação

As vendas de casas novas nos Estados Unidos caíram em fevereiro, porém uma alta nos preços para o nível mais alto em oito meses manteve vivas as esperanças de uma recuperação no mercado imobiliário.

O Departamento do Comércio informou nesta sexta-feira que as vendas caíram 1,6%, para uma taxa anual sazonalmente ajustada de 313 mil unidades. As vendas de janeiro foram revisadas para 318 mil unidades, ante as 321 mil previamente reportadas.

As vendas de novembro e dezembro tiveram pequena revisão.

Economistas consultados pela Reuters previam que as vendas atingissem 325 mil unidades em fevereiro. Comparado com fevereiro do ano passado, as vendas de casas novas subiram 11,4%.

O preço médio para uma nova casa subiu 8,3%, para 233.700 dólares, o maior nível desde junho. Comparado a fevereiro do ano passado, o preço médio subiu 6,2%.

O relatório, que foi divulgado uma semana após dados imobiliários mistos, seguiu um resultado parecido do mercado de casas usadas. A revenda de casas caiu em fevereiro, mas os preços subiram em relação ao ano anterior. O início de novas construções recuou, embora as permissões para novas construções de moradias tenham se aproximado do maior nível em três anos e meio em fevereiro.

O mercado imobiliário continua fraquejando devido à oferta excessiva de casas usadas no mercado -especialmente por causa de execuções hipotecárias, muitas das quais são vendidas a preços muito abaixo de seus valores de mercado.

O estoque de casas novas no mercado ficou estável no recorde de baixa de 150 mil unidades registrado no mês passado. No ritmo de vendas de fevereiro, seriam necessários 5,8 meses para vender todas as unidades disponíveis, acima dos 5,7 meses registrados em janeiro.

As vendas de novas casas no mês passado subiram no nordeste e no oeste dos Estados Unidos, mas caíram no sul e no meio-oeste. Vendas de novas casas respondem por cerca de 7% do total no mercado imobiliário e enfrenta forte competição com o segmento de imóveis usados, apesar dos baixos níveis de estoque.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.