Tamanho do texto

Fundo está tentando mais do que dobrar seu caixa levantando US$ 600 bilhões em novos recursos

A União Europa espera que os líderes do G20 aceitem em abril contribuir com mais dinheiro ao Fundo Monetário Internacional (FMI) depois que a Europa aumentou a própria capacidade de resgate, disseram representantes do bloco neste sábado.

Grécia está no caminho para superar a crise, diz Merkel

Acordo sobre proteção financeira é um sucesso, diz membro do BCE

O FMI está tentando mais do que dobrar seu caixa levantando US$ 600 bilhões em novos recursos para ajudar países diante da crise de dívida da zona do euro.

No entanto, a maioria dos países do G20 disse que para injetar mais dinheiro no FMI a zona do euro precisa colocar mais do próprio dinheiro para resolver a crise de dívida soberana.

Em resposta, os ministros das Finanças dos 17 países que usam o euro aumentaram a capacidade combinada de financiamento dos dois fundos de resgate da região de 500 bilhões para 700 bilhões de euros.

"É hora de aumentar os recursos do FMI. É de interesse de todos os países. O foco é muito na Europa, mas é muito importante reconhecer que há vulnerabilidades em outras partes do mundo", disse a ministra da Economia da Dinamarca, Margrethe Vestager. O país ocupa a presidência interina da UE.

"Eu acho e espero, afinal é para isso que estamos trabalhando- que vamos chegar a um acordo em abril", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.