Tamanho do texto

"Agências não fazem política", afirmou o presidente francês

selo

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, afirmou que sua política não será ditada por agências de classificação de risco. A declaração foi feita menos de uma semana depois de o país perder o rating AAA pela Standard & Poor's . "Não é o que as agências dizem que conta, elas não fazem política", disse Sarkozy, acrescentando que a chave é reduzir os déficits e os gastos.

Leia também: "França já é tratada como triplo B", diz economista-chefe da S&P

Sarkozy prometeu tomar decisões importantes em dez dias para impulsionar a competitividade da economia francesa e afirmou que a França precisa urgentemente reduzir o custo trabalhista para manter uma base industrial no país. "A prioridade das prioridades é reduzir o custo trabalhista", disse.

O presidente afirmou também que o governo vai criar um banco especializado em financiar indústrias e reiterou sua promessa de que a França implementará sozinha um imposto sobre transações fiscais na crença de que outros sigam a decisão. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas