Tamanho do texto

William Dudley afirmou que BC norte-americano não precisará toamr medidas adicionais contra a crise

O presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, disse nesta terça-feira que a Europa parece estar combatendo sua crise de dívida e disse que o banco central dos Estados Unidos provavelmente não precisará tomar medidas adicionais para afastar potenciais repercussões perigosas.

Leia tambén: OCDE quer fundo de resgate europeu acima de 1 trilhão de euros

Dudley disse que as preocupações com a liquidez europeia estão diminuindo e que os custos de financiamento para os governos na Europa têm declinado.

"Tenho esperança de que a Europa possa resolver efetivamente os seus atuais desafios fiscais", disse Dudley ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos. "Neste momento, embora eu não preveja esforços adicionais por parte do Federal Reserve para enfrentar os potenciais efeitos de contágio da Europa sobre os Estados Unidos, nós continuaremos monitorando de perto a situação."

A economia dos Estados Unidos está crescendo moderadamente, afirmou Dudley, embora ele tenha alertado que as tensões nos mercados financeiros "continuam a representar significativos riscos de baixa" para as perspectivas.

Ele observou que as trocas de dólares que o banco central dos Estados Unidos estabeleceu com as instituições financeiras europeias, juntamente com as ações do Banco Central Europeu (BCE) para aumentar a liquidez, têm ajudado a reforçar a estabilidade do sistema bancário europeu. Dudley enfatizou que, se os europeus não enfrentarem decisivamente a crise, ainda pode haver consequências adversas para os Estados Unidos.

"Se as condições econômicas na Europa se enfraquecerem de forma significativa, a demanda por exportações dos Estados Unidos diminuirá", disse. "Isso prejudicaria o crescimento doméstico e teria um impacto negativo sobre os empregos norte-americanos." Dudley advertiu áinda que isso poderia pressionar o sistema bancário norte-americano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.