Tamanho do texto

Segundo comissário da União Europeia, país está no caminho para reverter sua situação fiscal deficitária

Portugal está no caminho para atender aos termos de seu resgate de 78 bilhões de euros e precisa se apegar às metas fiscais acordadas no plano, disse nesta quarta-feira o comissário da União Europeia para Assuntos Econômicos e Monetários, Ollie Rehn.

Saiba mais sobre a crise na Europa e entenda quem são os “Piigs”

"Portugal está no caminho para reverter sua situação fiscal, para recuperar a confiança de parceiros internacionais e do mercado em sua economia e para assentar as bases para um crescimento mais sustentável", afirmou Rehn a repórteres durante visita a Lisboa.

O comissário se reuniu com o primeiro-ministro do país europeu, Pedro Passos Coelho, e com o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, nas primeiras 24 horas de sua estadia de dois dias em Portugal.

Rehn deixou claro que o país precisa se apegar às difíceis metas orçamentárias, apesar de uma profunda recessão devido à austeridade. A vizinha Espanha disse que vai afrouxar as metas para este ano, desafiando a Comissão Europeia, órgão executivo do bloco continental.

"Agora é essencial que essa performance sólida continue para reforçar mais a confiança, e em particular que Portugal se apegue ao seu alvo de (déficit) 4,5% este ano, a fim de cumprir os 3% de meta em 2013", disse o comissário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.