Tamanho do texto

Para chanceler alemã, Angela Merkel, duras medidas aprovadas pelo governo grego vão "dar frutos com o tempo"

selo

A Grécia tem a chance de superar a crise depois que a zona do euro e os credores privados concordaram em reestruturar a sua dívida, mas ainda tem "um longo caminho a percorrer", informou a chanceler alemã, Angela Merkel, de acordo com a edição de sábado do jornal tcheco Lidove Noviny.

Entenda a crise econômica mundial

Veja quais são os países mais endividados do mundo

"A Grécia agora tem uma chance...ainda tem um longo caminho a percorrer, mas já passou por um trecho razoável dele", afirmou Merkel antes de uma visita a Praga, prevista para 3 de abril.

Chanceler alemã Angela Merkel: Grécia ainda tem um longo caminho a percorrer para solucionar seus problemas
ASSOCIATED PRESS/AP
Chanceler alemã Angela Merkel: Grécia ainda tem um longo caminho a percorrer para solucionar seus problemas
"O parlamento grego aprovou duras medidas, como a redução do salário mínimo, para que pudesse competir com os países vizinhos, por exemplo no turismo", disse ela. "Estas são decisões políticas extremamente difíceis que eu aprecio muito. Elas vão dar frutos com o tempo", acrescentou a chanceler.

 Merkel manifestou o desejo de que a Grécia permaneça na zona do euro, já que a sua saída "teria sérios impactos", incluindo o efeito dominó que pode gerar dúvidas em outros países. Anteriormente, ela afirmou que não usaria a sua visita a Praga para discutir a decisão da República Tcheca de ser o único membro do bloco econômico a ficar de fora do pacto de disciplina fiscal da União Europeia (UE), além da Grã-Bretanha.

Na entrevista, a chanceler alemã disse que o país "não estava isolado" por causa da decisão de não se juntar ao acordo de aperto das regras fiscais. "Assim como todos os outros países, a República Tcheca realiza uma série de reformas. Eu definitivamente não acho que o país quer ser marginalizado." As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.