Tamanho do texto

Entre as propostas está um sistema de rotação em que empresas seriam forçadas a mudar de agência de rating após um período

selo

O ministro de Finanças da França, François Baroin, disse neste sábado que apoia as propostas da Comissão Europeia - braço executivo da União Europeia - de apertar a regulação das agências de rating.

"Eu apoiarei a postura do comissário Michel Barnier porque é inteligente e bem adaptada", disse ele, quando seguia para o segundo dia da reunião entre ministros de Finanças da zona do euro, o chamado Eurogrupo.

UE quer que países do G20 injetem mais dinheiro no FMI

Acordo sobre proteção financeira é um sucesso, diz membro do BCE

No mês de dezembro, a Comissão Europeia lançou a terceira rodada de propostas para apertar a regulação das agências de rating de crédito, que são consideradas culpadas por terem alimentado a crise financeira ao atribuírem classificações exageradas a certos produtos de crédito estruturados.

Entre as principais propostas está um sistema de rotação, em que as empresas seriam forçadas a mudar de agência de rating após um período, bem como novas regras que colocariam a responsabilidade nas agências, quando processadas por negligência.

Contudo, vários países membros da UE se opuseram à ideia e parlamentares europeus levantaram dúvidas sobre as principais partes da proposta. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.