Tamanho do texto

Dados divulgados pela instituição mostram que bancos reduziram empréstimos a empresas da zona do euro no mês passado

O Banco Central Europeu (BCE) emprestou mais de 1 trilhão de euros a bancos da zona do euro para responder às suas pressões de financiamento de curto prazo e não para reanimar o crédito ou resolver a crise da dívida soberana, afirmou o vice-presidente do BCE, Vítor Constâncio.

Leia também: Bancos depositam R$ 1,77 trilhão de volta no BC Europeu

Dados do BCE divulgados nesta quarta-feira mostraram que os bancos reduziram empréstimos a empresas da zona do euro em fevereiro, sugerindo que a enxurrada de dinheiro que o BCE injetou ainda não serviu para impulsionar as debilitadas empresas na economia em geral.

"Nossas LTROs (sigla em inglês para operações de refinanciamento de longo prazo) eram para responder à pressão de financiamento no curto prazo e nada mais", disse Constâncio em Frankfurt.

"Nunca passou pela nossa cabeça que estaríamos resolvendo a crise da dívida soberana com isso (LTROs)", acrescentou. "Bancos não decidem dar crédito só porque têm reservas."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.