Tamanho do texto

Se previsões se confirmarem, mercado de trabalho terá recorde de alta desde a unificação

O desemprego na Alemanha deverá cair pelo terceiro ano consecutivo em 2012 e o número de empregos alcançará um novo recorde de alta desde a reunificação, informou nesta quinta-feira o instituto de pesquisa do Escritório Federal do Trabalho IAB.

Mas o ritmo de declínio no número de desempregados irá desacelerar na medida em que o impacto das últimas reformas trabalhistas feitas para aumentar a flexibilidade do mercado gradualmente diminuir, e o IAB estimulou os empregadores a criarem mais postos de trabalho melhor remunerados para ajudar a impulsionar a demanda doméstica.

"O mercado de trabalho continua robusto, mas não pode continuar com essa acentuada tendência de alta", informou o IAB em um relatório.

"Nós não esperamos que a fraqueza econômica vista durante o inverno tenha um impacto sério no mercado de trabalho. As empresas têm frequentemente mantido os empregados, o que já fornece uma melhora no sentimento."

O desemprego na Alemanha ficou estável em fevereiro apesar do severo tempo frio, resistindo mais uma vez às dificuldades dos mercados de trabalho vistas em outros países da zona do euro, segundo dados divulgados no mês passado.

"Para 2012, nós projetamos que o desemprego caiu em 130 mil, para 2,84 milhões", informou o IAB, acrescentando que a taxa de desemprego deverá recuar para 6,8%, ante 7,1% em 2011.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.