Tamanho do texto

"Os países do euro ainda não estão fora de perigo", afirmou secretário-geral da Organização

A zona do euro precisa de um fundo de resgate de "pelo menos 1 trilhão de euros" (R$ 2,4 trilhões) para que o ciclo de sua crise da dívida seja interrompido para a Espanha e os demais, afirmou o secretário-geral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em entrevista publicada por um jornal suíço.

Angel Gurria disse ao periódico Handelszeitung que o bloco não deveria esperar o estabelecimento de um fundo de resgate adequado. Operadores do mercado financeiro poderiam explorar qualquer sinal de fraqueza, acrescentou, alertando que Espanha e Portugal poderiam se tornar as próximas vítimas da crise.

"Os países do euro ainda não estão fora de perigo", afirmou Gurria na entrevista.