Tamanho do texto

Entretanto, a queda não foi suficiente para mudar a taxa de desemprego total da zona do euro, que se manteve firme em 12,1% pelo quarto mês consecutivo

Agência Estado

Pessoas formam fila em frente à agências de emprego na Espanha
Reuters
Pessoas formam fila em frente à agências de emprego na Espanha

O número de desempregados nos 17 países da zona do euro caiu ligeiramente para 19,27 milhões em junho, de 19,29 milhões em maio, o primeiro declínio - ainda que modesto - desde abril de 2011.

Entretanto, a queda não foi suficiente para mudar a taxa de desemprego total da zona do euro, que se manteve firme em 12,1% - a mais alta já registrada - pelo quarto mês consecutivo, segundo o Eurostat, agência de estatísticas oficial da União Europeia.

Veja também: Confiança econômica da zona do euro atinge máxima de 15 meses em julho

Já a taxa de desemprego da União Europeia caiu em junho pela primeira vez em quase dois anos e meio, um sinal de que a longa deterioração do mercado de trabalho do bloco pode estar chegando ao fim à medida em que a economia se estabiliza.

O Eurostat disse nesta quarta-feira que 10,9% da força de trabalho nos 27 países que formavam a UE estava desempregada em junho, ante 11,0% em maio. Essa é a primeira queda na taxa de desemprego desde janeiro de 2011. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.