Tamanho do texto

Desempenho fraco é reflexo do desemprego e do crescimento econômico lento

Agência Estado

Preços de imóveis na Espanha tiveram a maior queda na zona do euro
Getty Images
Preços de imóveis na Espanha tiveram a maior queda na zona do euro

Os preços dos imóveis na zona do euro tiveram a maior queda trimestral em mais de um ano no primeiro trimestre deste ano, refletindo o aumento do desemprego e o lento crescimento econômico, especialmente nos países considerados periféricos do bloco. Segundo a Eurostat, os preços dos imóveis nos 17 países-membros caíram 1% em comparação com o quarto trimestre de 2012 e 2,2% em base anual.

A queda trimestral foi a maior desde a de 1,1% registrada nos três últimos meses de 2011. No quarto trimestre do ano passado houve queda de 0,5% sobre o trimestre imediatamente anterior e de 1,7% sobre o mesmo período um ano antes.

A Espanha teve o maior declínio no bloco, de 5,1%, seguida por Chipre (-4,8%), Portugal (-3,2%) e Holanda (-2,9%). A Eurostat afirmou que os preços dos imóveis subiram em apenas seis dos 17 países-membros do bloco, com um avanço de 3,1% na Estônia como destaque.